Language: de en it pl pt-br ro

GRUB 2

Resumo básico das principais diferenças entre o GRUB 1 (agora chamado de grub-legacy) e o GRUB 2:
  • Não existe mais o arquivo menu.lst.
  • Um arquivo com o nome de grub.cfg agora controla a tela do Grub.
  • O grub.cfg é gerado automaticamente pelos scripts localizados em /etc/grub.d.
  • O sistema de numeração das partições também é diferente. Elas agora começam em 1, ao invés de 0 (os drives continuam a ser numerados a partir de 0):
    Linux      grub1     grub2
    /dev/sda1  (hd0,0)   (hd0,1)
    /dev/sda2  (hd0,1)   (hd0,2)
    /dev/sda3  (hd0,2)   (hd0,3)
    
    /dev/sdb1  (hd1,0)   (hd1,1)
    /dev/sdb2  (hd1,1)   (hd1,2)
    /dev/sdb3  (hd1,2)   (hd1,3)
    
  • As seções do grub.cfg são formadas de maneira levemente diferente, se comparadas com o menu.lst. Não é possível, portanto, copiar as instâncias do menu.lst diretamente para o grub.cfg, já que este é o arquivo "resultante". Aliás, o arquivo grub.cfg não deve nunca ser alterado manualmente.

O arquivo de configuração padrão do Grub 2

O arquivo /etc/default/grub contém as variáveis do grub2. Por exemplo, fim de espera ('timeout') no menu, entradas a ser ativadas pelo menu, parâmetros do kernel, o uso ou não de gráficos e por aí afora.

Os scripts do Grub 2

Os arquivos que estão em /etc/grub.d controlam o arquivo "resultante", chamado, como já vimos, grub.cfg. Este arquivo se encontra no diretório /boot/grub/.

O grub.cfg não deve nunca ser alterado manualmente. Todas as alterações são feitas em um ou em todos os scripts localizados no diretório /etc/grub.d. os-prober deve lidar com 90% de todos os casos:

00_header:
05_debian_theme: Especifica o fundo, cores do texto e temas
10_hurd: Localiza os kernels Hurd
10_linux: Localiza os kernels Linux com base nos resultados do comando lsb_release.
20_memtest86+: Se o arquivo /boot/memtest86+.bin existir, ele é incluído no menu.
30_os-prober: Procura por Linux e outros SOs em todas as partições e os inclue no menu.
40_custom: Um 'template' (modelo de documento vazio) para adicionar entradas personalizadas no menu para outros SOs.
60_fll-fromiso: Um 'template' para adicionar entradas personalizadas no menu para fromisos a partir de dispositivos USB/cartões SSD.
60_fll-fromiso não deve ser alterado; use /etc/default/grub2-fll-fromiso
Read  Booting 'fromiso' with Grub 2

Depois que uma alteração é feita, o grub.cfg precisa saber das mudanças. No caso de atualizações do kernel do siduction, o comando é rodado automaticamente. No caso de uma alteração manual feita por você em qualquer dos arquivos acima, como administrador do sistema, é necessário rodar:

update-grub

O pacote deb do Grub2 existente nos repositórios Debian foi montado de tal forma que alterações manuais raramente são necessárias.

Como atualizar do Grub-Legacy para o Grub 2

Recomendamos uma atualização limpa, com total remoção do Grub 1. Tenha em mente que você pode estragar tudo, portanto seja extremamente cuidadoso.

Passo 1:

Assegure-se de que seu sistema está inteiramente atualizado por dist-upgrade no init 3:

apt-get update
Ctrl+Alt+F1
init 3
apt-get dist-upgrade
init 5 && exit
Passo 2:

Remova totalmente o Grub 1:

rm -rf /boot/grub
apt-get purge grub-gfxboot

O resultado será a remoção dos arquivos fll-iso2usb* grub-gfxboot* install-usb-gui* . Digite S (ou 'Y') para confirmar.

Passo 3:
apt-get install grub2 os-prober
Grub2

Use a tecla Tab para selecionar OK

Grub2

Use a tecla Tab para selecionar OK

Grub2-conversion 1

Use a seta e a barra de espaço para colocar um caractere * (asterisco) no dispositivo em cuja MBR o Grub 2 será escrito. (Neste exemplo, a instalação se dará em um drive USB).

Passo 4:
update-grub
Passo 5:
,
apt-get install install-usb-gui fll-iso2usb
Passo 6:

Reinicie seu PC e o menu.cfg vai mostrar uma lista com o kernel e os sistemas operacionais, como esta:

Grub2-OS list

Se algo estiver corrompido ou acontecer alguma coisa errada, consulte Grub 2 na MBR sobrescrito ou corrompido.

Como editar as opções do Grub2 via tela de edição

Grub2-Edit

Se, por algum motivo, você tiver de fazer uma alteração temporária nas opções de boot de um kernel presente no Grub2, pressione a letra e para editar as opções do kernel. Use as setas direcionais para navegar até a linha desejada. Daí, ainda na tela de edição, use Ctrl+x para reiniciar o computador.

Por exemplo, para ir direto para o runlevel 3, adicione 3 no final da linha linux /boot/vmlinuz.

As edições que você fizer na tela de edição não são permanentes. Para que elas o sejam, você necessita editar os arquivos apropriados. Veja arquivos do Grub2.

Boots duplos e múltiplos com o Grub 2

Como o Grub2 é modular na configuração, com um simples comando é possível procurar novos sistemas operacionais. Se algum é encontrado, ele tenta implementar a alteração no menu.cfg, atualizando-o. Este comando é o seguinte:

update-grub

Caso haja necessidade de incluir uma entrada personalizada ou caso o script 30_os-prober falhe ao escrever menus do tipo 'chainloader' no menu.cfg, use seu editor de textos favorito para fazer suas alterações no arquivo /etc/grub.d/40_custom.

Exemplos de customização do 40_custom file:

menuentry "second mbr"{
set root=(hd1)
chainloader +1
}
menuentry "second partition"{
set root=(hd0,2)
chainloader +1
}

Então, após suas edições, rode:

update-grub

Se ele reclamar que não consegue reconhecer o dispositivo, será necessário gerar o devicemap ('mapa de dispositivos') novamente.

Para isso, assegure-se de escolher a partição, não a MBR, ao instalar o outro sistema operacional:

grub-mkdevicemap --no-floppy
update-grub

As mensagens de advertência podem ser ignoradas sem problemas.

Se você cometer um erro, a atualização provavelmente irá sobrescrever sua MBR e você terá de fazer a correção com Grub2 - sobrescrição da MBR.

Como simplesmente reescrever o grub2 na MBR, a partir do HD:

/usr/sbin/grub-install --recheck --no-floppy /dev/sda

Pode ser necessário rodar este comando mais de uma vez, até que ele esteja convencido de que é isso mesmo que você quer.

MBR reescrita pelo Windows, Grub2 corrompido e como recuperar o Grub2

NOTA: para restaurar o Grub2, você precisa ter uma iso da versão ou superior do siduction. Alternativamente, use chroot em qualquer live.iso.

Para reescrever o grub2 na MBR e/ou recuperar o grub2 em geral, será necessário dar o boot pela siduction.iso:

  1. Para identificar e confirmar suas partições (p. ex. [h,s]d[a..]X), todas as ações a seguir precisam de privilégios de administrador, portanto torne-se root (#):
    $ sux
    
  2. Daí digite:
    fdisk -l
    cat /etc/fstab
    
    Isto é para obter os nomes corretos.
  3. Quando souber qual é a partição que dá o boot, crie o ponto de montagem:
    mkdir -p /media/[hdxx,sdxx,diskx]
    
  4. Monte a partição:
    mount /dev/xdxx /media/xdxx
    
  5. Agora reescreva o Grub para a MBR do primeiro HD (genérico):
    /usr/sbin/grub-install --recheck --no-floppy --root-directory=/media/xdxx /dev/sda
    

Como usar o chroot para recuperar um Grub2 corrompido ou sobrescrito na MBR

Para recuperar o Grub 2, se ele tiver sido corrompido ou sobrescrito na MBR, crie um ambiente chroot. Qualquer live.iso é suficiente pois o chroot vai utilizar o sistema instalado no seu disco, de modo que você vai poder restaurar a versão apropriada do grub seja ela grub1 (legacy) ou grub2.

Inicie sua máquina com uma live.iso do siduction que seja apropriada para seu sistema (CD, DVD, pendrive ou cartão SSD de 32 ou 64 bit) e abra o terminal. Digite sux e pressione [ENTER] para passar a ter permissões de root.

Use fdisk -l ou blkid para assegurar-se de qual é a partição que dá o boot e pegue o nome correto. Se preferir o ambiente gráfico, use o Gparted:

blkid

... e para checar se os dados do fstab combinam com a saída do blkid:

cat /etc/fstab

Vamos assumir que seu sistema de arquivos root está em /dev/sda2

mkdir /mnt/siduction-chroot
mount /dev/sda2 /mnt/siduction-chroot

Em seguida, monte /proc, /run, /dev e /sys assim:

mount --bind /proc /mnt/siduction-chroot/proc
mount --bind /run /mnt/siduction-chroot/run
mount --bind /sys /mnt/siduction-chroot/sys
mount --bind /dev /mnt/siduction-chroot/dev
mount --bind /dev/pts /mnt/siduction-chroot/dev/pts

Se você iniciou o sistema usando uma partição EFI é necessário montar a partição EFI. Supondo que esta é /dev/sda1:

mount /dev/sda1 /mnt/siduction-chroot/boot/efi

Seu ambiente chroot agora está criado; acesse-o com:

chroot /mnt/siduction-chroot /bin/bash

Agora você é capaz de usar o cache local do apt ou alterar arquivos que precisem de correção como se você tivesse dado o boot pelo sistema; no nosso caso, o que desejamos é colocar o Grub de volta na MBR.

Paa restaurar o Grub 2

apt-get install --reinstall grub-pc

Para assegurar que o grub foi installado no disco ou partição correta, use:

dpkg-reconfigure grub-pc

Para restaurar o Grub 2 EFI

apt-get install reinstall grub-efi-amd64

Para restaurar o Grub 1 (grub-legacy)

apt-get install --reinstall grub-legacy

Siga as instruções do instalador.

Para sair do chroot:

Ctrl+d

Reinicie seu computador.

Content last revised 13/01/2012 2330 UTC